Siga-nos nas redes sociais

Lançamento do livro “Deslocamentos Humanos: narrativas e representações. Brasil, Séculos XX e XXI”

 

Lançamento do livro Deslocamentos Humanos: narrativas e representações. Brasil, Séculos XX e XXI, organizado pelas historiadoras Maria Luiza Tucci Carneiro e Mirian Silva Rossi, que reúne mais de 20 ensaios de estudiosos sobre o tema.

Os artigos que compõem a coletânea tratam da mobilidade dos grupos étnicos que se estabeleceram no Brasil, e de brasileiros que deixaram o país em direção a outros territórios. Envolvendo processos demográficos, sociais, culturais, linguísticos-discursivos, políticos, econômicos, religiosos entre outros, os deslocamentos humanos continuam provocando um forte impacto na vida desses grupos e das nações envolvidas, e que nem sempre saem ilesos dessas travessias. Da colonização à escravidão, das migrações transoceânicas às continentais, as diferentes etnias que se deslocaram para o Brasil, em fluxos históricos e contemporâneos, inserem-se em um contexto amplo e multiforme que engloba valores e elementos distintos. Essa complexidade foi ampliada pelas imigrações fragilizadas pelo impacto da pandemia que, em grande parte, comprometeu as políticas de acolhimento adotadas em vários países da Europa e das Américas, dentre os quais o Brasil. Ao mesmo tempo, o racismo e a xenofobia persistiram alimentados pelos discursos de ódio que nos anos de 2021 e 2022 proliferaram pelas redes sociais, acompanhando a ascensão dos grupos de extrema-direita em várias partes do mundo dito “civilizado”. Diante deste novo “mapa populacional”, o livro chama a atenção para a importância de não se perder os vínculos com o passado, referência para pensar políticas de inclusão e ações alternativas que ajudem a descobrir e aceitar o outro, o não familiar, o diferente.

Uma publicação de referência para estudiosos das imigrações, museólogos, educadores, descendentes de imigrantes e refugiados.

Organizadoras:

Maria Luiza Tucci Carneiro é historiadora, romancista e professora Livre Docente do Departamento de História da FFLCH/USP. Coordena o Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação junto ao qual desenvolve as plataformas digitais Arquivo Virtual sobre Holocausto e Antissemitismo – ARQSHOAH e Travessias – Enciclopédia de Artes, Literatura e Ciências: o legado dos refugiados do nazifascismo. Brasil, 1933-2025. Autora dos livros: Os Diabos de Ourém; Impressos Subversivos: Arte e Cultura Política. Brasil 1924-1964; Dez Mitos sobre os Judeus; Cidadão do mundo: O Brasil diante do Holocausto e dos judeus refugiados do nazifacismo (1933-1948); O Anti-semitismo na Era Vargas, dentre outros.

Mirian Silva Rossi é historiadora, mestre e doutora pela Universidade de São Paulo. Pesquisa questões voltadas para migrações e etnicidade no âmbito da história e memória dos diferentes grupos étnicos presentes na sociedade brasileira, com ênfase em uma abordagem interdisciplinar. É pesquisadora do Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação – LEER/USP, onde atua como Coordenadora Editorial, Pesquisadora e Coordenadora Executiva do Arquivo Virtual Histórias Migrantes – AVHM/LEER. Autora do livro Fronteiras da Pátria: dos campos sem vida aos campos de morte; e co-organizadora da coletânea Índios no Brasil, vida cultura e morte, com Tucci Carneiro, além de vários artigos sobre o campo artístico paulistano, a Arte e artistas migrantes: um universo simbólico na formação da sociedade brasileira.

 

Autores e Autoras:

Adriana Marcolini – Alcione Nawrosk – Aleksandra Węglarz – Beatrix Rodrigues Silverio – Brigitte Grossmann Cairus – Cristina de Lourdes Pellegrino Feres – Dolores Martin Rodriguez Corner – Elis Regina Barbosa Angelo – Elisabetta Santoro – Érica Sarmiento – Federico Croci – Luigi Biondi – Márcio de Oliveira – Maria Luiza Tucci Carneiro – Mariana Cardoso dos Santos Ribeiro – Maria Cristina Dadalto – Mario Sznajder – Mirian Silva Rossi – Michalina Leszczyńska – Óscar Álvares Gila – Renata Siuda-Ambroziak – Rafael Cesar Cabral Scabin – Rhuan Zaleski Trindade.

O LEER é um laboratório de estudos sobre diversidade cultural, intolerância étnica, política e direitos humanos, cuja meta é conhecer, compreender e problematizar as identidades étnicas e as suas interfaces no âmbito das políticas culturais e dos direitos humanos, assim como ser um centro de referências sobre a história e a memória desses grupos, presentes na sociedade brasileira, com ênfase no direito que todo ser humano tem de ser diferente.

Este evento foi finalizado!

Programação

Local

R. Oscar Freire, 2500 - Sumaré São Paulo, SP 05409-012

Telefone

11 3065-4333
27 de abril às 12:00
FESTIVAL DE FOTOGRAFIA DE SÃO PAULO - EXPOSIÇÕES
24 de maio às 19:45
SHOW “PRIMEIRO CÉU” POR YAMAN TRIO
26 de maio às 11:00
LANÇAMENTO DO LIVRO “INGRID, A FLHA DO COMANDANTE”
Shopping Basket

Design by VENONE Agência de design