Siga-nos nas redes sociais

Festival Sou Refúgio é oportunidade de celebrar a vida com os refugiados

Dia 20 de junho é o Dia Mundial do Refugiado e vamos celebrar a data com alegria e esperança no Festival Sou Refúgio, que acontece no domingo, dia 18 de junho de 2023, das 12h às 20h, com curadoria do podcast Sotaques do Mundo. Vamos reunir refugiados de várias nacionalidades, que estão empreendendo e reconstruindo suas vidas no Brasil, numa tarde em que o verbo “Acolher” será conjugado por todas as pessoas. Ao mesmo tempo, vamos celebrar o Brasil que acolhe, celebrar a solidariedade e o intercâmbio cultural entre os povos. Será uma festa linda, cheia de sabores, cheiros e temperos tão maravilhosos que todos desejarão levar marmitas internacionais para casa!

A programação do festival inclui feira de artesanatos multiculturais, gastronomia internacional, apresentações musicais, mentorias para refugiados que desejam empreender no Brasil e palestras que ajudarão a entender a força que surge do refúgio e da migração, dessas experiências poderosas de crescimento e superação. Esperamos todos e todas para serem abraçados, acolhidos, porque no final de tudo somos uma razão só… HUMANOS.

 

OS PARCEIROS DO FESTIVAL:

Sotaques do Mundo

O podcast criado em 2022 pelo casal de venezuelanos Marifer Vargas e Carlos Escalona é um importante canal de comunicação para a vida de imigrantes e refugiados no Brasil, feito por e para eles, com histórias e experiências contadas por quem viveu na própria pele os desafios e acertos na chegada ao novo país.

ONU Mulheres Brasil

A ONU Mulheres é a entidade das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e ao empoderamento das mulheres. Foi criada para acelerar os progressos relacionados ao atendimento das necessidades de mulheres e meninas em todo o mundo. Com o aumento do fluxo migratório venezuelano para o Brasil, a ONU Mulheres, ao lado da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), tem atuado para atender às demandas específicas de meninas e mulheres que chegam, em especial, pela região Norte, na fronteira com Roraima. Atualmente, as três agências da ONU implementam juntas o programa MOVERSE – Empoderamento Econômico de Mulheres Refugiadas e Migrantes no Brasil, que visa garantir que políticas e estratégias de governos, empresas e instituições públicas e privadas fortaleçam os direitos econômicos e as oportunidades de desenvolvimento entre venezuelanas refugiadas e migrantes.

Caritas Arquidiocesana

A Caritas Arquidiocesana de São Paulo, abreviadamente, “CASP”, é uma associação civil de direito privado, sem fins lucrativos, e de caráter assistencial, formada e informada pelos princípios da fé cristã, fundada em 1968. Atua como um organismo da Arquidiocese de São Paulo, na animação, promoção, caridade e articulação da Ação Social, trabalhando na defesa dos direitos humanos e do desenvolvimento sustentável solidário de uma sociedade justa, igualitária e plural.

Estou Refugiado

ONG criada em 2019, mas com atuação desde 2015, com o objetivo de ajudar na inserção de refugiados no mercado de trabalho brasileiro. Com direção de Luciana M G Capobianco, atua com a colaboração de voluntários, profissionais de Recursos Humanos, psicólogos e comunicadores.

ACNUR Brasil

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) é uma organização dedicada a salvar vidas, proteger direitos e garantir um futuro digno a pessoas que foram forçadas a deixar suas casas e comunidades devido a guerras, conflitos armados, perseguições ou graves violações dos direitos humanos. Presente em mais de 130 países, a ACNUR atua em conjunto com instituições nacionais e locais, organizações da sociedade civil, academia e o setor privado para que todas as pessoas refugiadas, deslocadas internas e apátridas encontrem segurança e apoio para reconstruir suas vidas com dignidade.

 

PROGRAMAÇÃO

Feira com Artesanatos e Gastronomia

Das 12h às 19h

Participação de artesãos e produtos característicos da Síria, Costa do Marfim, Afeganistão, Senegal, Guiana, Colômbia e Bolívia. Na gastronomia, comidas típicas do Afeganistão, Síria, Irã e Uganda.

Mentoria Coletiva – Como abrir um negócio no Brasil

Das 14h às 15h

Parceiro Apoiador: Aliança Empreendedora

A Aliança Empreendedora, por meio do Guru de Negócios, participa do festival com uma mentoria coletiva sobre o processo de abrir um negócio no Brasil aos empreendedores refugiados. A metodologia de mentoria coletiva acontece por meio de um encontro, com até 80 pessoas, e tem como objetivo tirar dúvidas, orientar e entender quais são as principais dificuldades para um refugiado empreender no Brasil. Neste encontro, os mentores Gabrielle Jordano e Maykow Lenzi orientam sobre gestão do negócio e marketing enquanto a equipe do Guru de Negócios conta sobre as experiências de mentoria que acontecem dentro da plataforma.

Sobre a Aliança Empreendedora

A Aliança Empreendedora há 18 anos apoia microempreendedores formais e informais em comunidades e periferias de todo o país: através da inclusão e desenvolvimento econômico social, em parceria com empresas, governos, organizações sociais e interessadas na causa. São mais de 165 mil microempreendedores apoiados, 297 projetos realizados, 108 parceiros e clientes e 23 prêmios e reconhecimentos.

Sobre o Guru de Negócios

O Guru de Negócio é a plataforma de mentoria on-line e gratuita da Aliança Empreendedora, que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de microempreendedores através da mentoria, que é um processo de troca de conhecimentos entre pessoas que tem um conhecimento específico (mentores) aqueles que estão com dificuldades ou precisam melhorar seus negócios (empreendedores).

 

Ciclo de Histórias

Das 15h30 às 16h30

Convidados: Lara Lopes (Moçambique) e Aleksey Benavides Rodriguez (Colômbia) com mediação de Letícia Carvalho

 Aleksey Benavides Rodriguez

Oriundo de Bogotá, da geladeira como alguns gostam de chamar a capital da Colômbia. Filho de dois seres de origem camponesa, ela uma estudiosa engenheira com dotes artísticos na pintura, ele um comprometido professor com uma alegria contagiante e uma queda pela festa, ambos com heranças e histórias migratórias. Ainda criança, se interessou pelos universos da ilustração e da música, mas quando chegou a hora de decidir, por um erro de cálculo encarou a engenharia química, igual fizeram Lenina e Ali Primera. Mesmo assim, a arte nunca foi ingrata e até hoje acompanha a vida de Aleksey, como cantor, violonista, percussionista, desenhista, compositor, escritor, amante da dança e produtor cultural. Ofícios pelos quais o Brasil também é responsável, pois após a sua chegada em 2014, foi na cidade de São Paulo, diversa e desafiadora como só ela pode ser, que Aleksey encontrou um espaço para viver e crescer como engenheiro, artista e imigrante intermitente.

 Lara Lopes

Chegou ao Brasil em 2013, vinda de Moçambique, de onde saiu em busca do sonho de viver sua orientação sexual, após vivenciar a experiência de amigas que foram perseguidas e mortas por escolherem uma relação homoafetiva, opção encarada com bastante preconceito e violência em seu país. O Brasil abriu as portas para que Lara realizasse o sonho de ser mãe e viver sua opção em segurança. Hoje Lara e sua esposa vivem juntas e têm dois filhos, Katriel e Zyana. Lara trabalha com ativismo na área de direitos humanos, colabora em projetos da ONG Estou Refugiado, é proprietária de uma oficina mecânica e palestrante.

 Mediação

Letícia Carvalho

Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista, atua como coordenadora de Advocacy e Incidência Política da ONG Missão Paz, representando a instituição nas esferas municipal, estadual, federal e internacional. Participou ativamente da tramitação e aprovação da nova Lei de Migração e da elaboração da Política Municipal para População Imigrante de São Paulo, é conselheira no Conselho Municipal de Imigrantes.

 

Show “Viagem pelo Mundo”

Das 18h às 20h – Teatro Unibes Cultural

 

Cesar y su Pachanga

Uma agrupação de música latinoamericana formada por músicos de várias nacionalidades, Venezuela, Cuba, Peru e Brasil. Pachanga é uma viagem no tempo ao Caribe, trazendo gêneros e músicas de sucesso das décadas douradas da salsa, interpretando músicas de artistas renomados como Fania All Star, Oscar de León, Buena Vista Social Club, Héctor Lavoe, Ismael Rivera entre outros.

 Fran Castellar

Nascida em Cumaná, uma cidade praiana do interior da Venezuela, teve o seu primeiro contato com a música ainda na infância, numa agrupação de teatro musical. Mas foi a partir da adolescência que iniciou os estudos na escola regional de teatro da sua cidade e agrupações musicais de diversos gêneros. Após a formação na faculdade, trabalhou por dez anos como professora nas escolas da empresa petrolífera de seu país sem interromper sua relação com arte. Chegou a São Paulo com seu filho, onde se dedicou a dar aulas particulares de espanhol. É cantora na Orquestra Mundana Refugi e em La Caravana Orquestra. No show vai apresentar músicas tradicionais da Venezuela acompanhada ao violão pelo filho, Anel Jacob Arcia.

 Mah Mooni

Cantora, modelo e ativista de direitos das mulheres e pessoas com deficiência, nasceu em Teerã, capital do Irã. Desde criança, as suas grandes paixões são as artes e o canto. Formou-se em Filosofia e estudou música clássica e cinema, tendo alguns filmes documentários na carreira. Além disso, fez parte de um coral e também da banda “Ariana”, de Teerã, onde as mulheres são proibidas de cantar sozinhas pelas leis religiosas. Mudou-se para o Brasil em 2012 em busca de liberdade e com o desejo de fazer as suas próprias escolhas na vida. Em 2017, juntou-se como cantora à Orquestra Mundana Refugi, fundada por Carlinhos Antunes. Também é cantora da banda Kereshme, focada na música tradicional persa, apresentando músicas do Irã, Afeganistão, Tajiquistão, Azerbaijão, Turquia e Brasil.

Otis Selimane Remane

Percussionista, baterista, cantor, compositor e educador moçambicano, começou a se apresentar como músico profissional aos 14 anos. Concluiu seus estudos em música na Unicamp, onde também atua como pesquisador de etnomusicologia. Faz palestras em escolas públicas falando sobre Moçambique e a África em geral, o uso de elementos musicais que remetem à memória da infância, a manipulação desse mesmo material sonoro se utilizando de fundamentos musicais como a rítmica, melodia e harmonia. Em seus shows, aborda a questão da imigração, a forma como se dão esses movimentos humanos ao redor do mundo com ênfase no Brasil.

 

Confira nossa programação!

Acesse nosso site e redes sociais e descubra shows, palestras, exposições, encontros e diversos eventos, presenciais e on-line, nas áreas de cultura, empreendedorismo, longevidade e inovação, entre outros.

Programação

27 de abril às 12:00
FESTIVAL DE FOTOGRAFIA DE SÃO PAULO - EXPOSIÇÕES
24 de maio às 19:45
SHOW “PRIMEIRO CÉU” POR YAMAN TRIO
26 de maio às 11:00
LANÇAMENTO DO LIVRO “INGRID, A FLHA DO COMANDANTE”
Shopping Basket

Design by VENONE Agência de design