Siga-nos nas redes sociais

DOCSP 2023 – Encontro Internacional de Documentários de São Paulo

O DOCSP é um encontro internacional de documentário com atividades de capacitação, mercado e exibição. Um espaço para fomentar a reflexão sobre as novas narrativas do cinema documental e criar pontes com o mercado. Em 2023, o DOCSP conta com atividades presenciais e on-line, pagas e gratuitas, que acontecem de 27 a 29 de outubro.

 

PROGRAMAÇÃO:

SEMINÁRIOS PRESENCIAIS

27/10, 10h às 13h | Seminário 1

MASTERCLASS DE MONTAGEM | COM TINA HARDY

A partir das suas experiências como montadora, Tina Hardy, compartilhará seus processos criativos. Abordará o processo de montagem pensando nele como um processo sinestésico, onde o corpo está totalmente envolvido: uma dança coreográfica em que, ao se associar imagens, palavras e sons, provocam-se sensações físicas, mentais e emocionais. Para além da criação das sequências imagéticas, abordará a ideia de como a adição, a subtração ou a substituição de um som, de uma música e das palavras podem ajudar o montador a construir uma sequência, uma narrativa e a curva dramática num filme.

Partindo de um olhar mais aprofundado sobre os seus mais recentes trabalhos e, em especial o filme Eneida (exibido online nesta edição DOCSP), compartilhará sua experiência na construção deste cruzamento de sensações que um filme proporciona, a partir de cinco eixos temáticos:

  1. As influências da ficção no documentário: a liberdade e as limitações da criação a partir do real;
  2. O montador como roteirista do documentário: criação e sugestão de novas cenas a partir da montagem;
  3. Uso do material de arquivo e as formas de se trabalhar a memória e a criação de um espaço temporal;
  4. O uso do som e da trilha no processo da edição de imagem;
  5. A participação criativa de outros colaboradores durante o processo de montagem: o diretor, o roteirista, o pesquisador, consultores de montagem.

Tina Hardy atua como montadora e produtora. Montadora em diversas séries como “Me Chama de Bruna” (Fox/TV Zero) e “Família é Família” (GNT), e longas como “Bocaina” e “A Assembleia Brasil” (ambos com estreia no Festival do Rio 2022). Tina assina ainda a produção e edição dos longas-metragens “Eneida” (É Tudo Verdade 2022) e “Construindo Pontes” (IDFA 2018) dirigidos por Heloisa Passos, e colaborou na montagem de “Praia do Futuro” de Karim Aïnouz (Melhor filme latino americano San Sebastián 2014), entre outros.

 

27/10, 14h30 às 18h | Seminário 2

Introdução:
COPRODUZIR COM CHILE | COM CHILEDOC (duração 30’)

Paula Ossandón, diretora executiva de Chile Doc, apresenta as oportunidades e caminhos para coproduzir filmes e series documentais com Chile.

 

“O DESAFIO DE ATUAR SEM REPRESENTAR…” | COM PAULINA URRUTIA (duração 2h30′)

Atuação no teatro testemunhal e no cinema documental. O depoimento pessoal e o relato da testemunha no teatro, no cinema de ficção e no documentário. Seminário para Diretores, Produtores, Atores e Atrizes de Teatro, Cinema e Audiovisual e público em geral.

Paulina Urrutia Fernández (Chile) é uma proeminente atriz, acadêmica, diretora, líder sindical e política chilena. Foi Ministra Presidente do Conselho Nacional de Cultura e Artes durante o primeiro governo da presidente Michelle Bachelet entre 2006 e 2010. Ao longo de sua carreira, atuou em mais de 12 filmes, 18 novelas, 16 séries e 18 peças teatrais. Em maio de 2016 assumiu a direção do teatro Camilo Henríquez.

 

28/10, 15h às 18h | Seminário 3

INTERNACIONALIZAÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS | COM REFERENTES DO MERCADO INTERNACIONAL

Caminhos para a internacionalização de filmes, projetos e carreiras de profissionais do documentário. Através de apresentações e diálogos, fundos, mercados, festivais e plataformas internacionais se posicionam em relação as estratégias e possibilidades para a internacionalização de projetos, filmes e talentos no mercado internacional para documentários. Contaremos com a participação de o Laboratório Afro Latam que conecta histórias de África e América Latina através de projetos documentais do Festival MiradasDoc (Espanha), os mercados de cinema de Sulamérica: Ventana Sur (Argentina) e Conecta (Chile), os fundos internacionais de HotDocs (Canadâ) e Sundance Film Institute (EUA), o maior festival do Reino Unido: Sheffield Doc/Fest (Reino Unido), e a plataforma de streaming para curtas documentais do The New York Times, Op-Docs (EUA).

Atividade co-realizada com Spcine.

 

DOCUMENTÁRIOS

27/10, 19h30

ASSEXYBILIDADE (Brasil, 2023, 86′)
Direção: Daniel Gonçalves

Sinopse:

“Assexybilidade” conta histórias sobre a sexualidade de pessoas com deficiência. O filme fala sobre flerte, beijo na boca, namoro, masturbação, capacitismo e, é claro, sexo. A maior força do documentário é precisamente ouvir das pessoas com deficiência coisas que a sociedade não espera que elas digam e façam. Queremos mudar a ideia de que são seres assexuados, angelicais, especiais e, até mesmo, desprovidos de desejos. Nós fodemos e fodemos bem, dizem por aí.

Classificação indicativa: 18 anos. 

 

28/10, 19h30

ANHANGABAÚ (Brasil, 2023, 88′)

Direção: Lufe Bollini

Sinopse:

“Anhangabaú” é um documentário ensaístico sobre disputas de território em torno do Vale do Anhangabaú, marco zero da cidade de São Paulo. O filme apresenta a convergência das lutas de três comunidades pelo direito à cidade, à moradia e à arte. Ouvidor 63 é a maior ocupação artística da América Latina, onde em meio à sua efervescente produção cultural, artistas resistem à ameaça de reintegração de posse. O Teatro Oficina Uzyna Uzona, a maior e uma das mais longevas cias de teatro do Brasil, performa nas ruas pela construção do Parque do Bixiga, na última área verde do bairro. A comunidade indígena Guarani Mbya, detentora da memória ancestral do Vale do Anhangabaú, luta para preservar o que resta da mata Atlântica na Terra Indígena do Jaraguá, a menor reserva indígena do Brasil.

*Após a sessão, bate-papo com os realizadores do filme.

**Ingressos gratuitos a partir das 18h30. Sala sujeita à lotação.

***A exibição terá legendas descritivas. Os demais recursos de acessibilidade (audiodescrição e LIBRAS) estarão disponíveis pelo app Movie Reading. Para baixar o app iOS clique aqui. Se você usa Android, clique aqui.

 

ROUGH CUT LAB 2023

27, 28 e 29/10

Laboratório de montagem para dois filmes de documentário em fase de pós-produção e um grupo de 30 editores-observadores. O programa está composto por uma masterclass, para refletir sobre os diferentes desafios da construção narrativa na montagem (atividade que faz parte dos Seminários), sessão de consultoria dos cortes apresentados pelos filmes selecionados e um encontro para discutir o papel do editor e metodologias de trabalho.

TUTORA: Tina Hardy

 

27/10, das 10h às 13h

MASTERCLASS DE MONTAGEM| Com Tina Hardy

Sessão em que a tutora compartilha reflexões e experiências particulares do seu trabalho como montadora e narradora de histórias.

 

27/10, das 15h às 18h

Análise do Filme 1

O encontro será focado na análise de um dos filmes selecionados, estabelecendo um diálogo entre os realizadores e a tutora.

 

28/10, das 15h às 18h

Análise do Filme 2

O encontro será focado na análise de um dos filmes selecionados, estabelecendo um diálogo entre os realizadores e a tutora.

 

29/10, das 15h às 18h

Diálogo com Editores

Sessão para trocas e discussões com os editores-observadores, a tutora irá compartilhar diferentes metodologias de trabalho que utiliza no seu dia a dia e abordará o vínculo com as/os diretores.

 

DOC IMPACTO 2023

29/10, das 10h às 18h

O DOC IMPACTO é um laboratório que propõe um caminho de treinamento e capacitação para 2 projetos de documentário longa-metragem e um grupo de 30 agentes de impacto.

O programa vai abordar com os participantes conceitos sobre o mercado de distribuição de impacto no Brasil e no mundo, suas estratégias e práticas a partir de estudos de caso e do desenvolvimento das campanhas de impacto dos 2 projetos selecionados previamente na convocatória de projetos. Os agentes de impacto participarão do laboratório e dos diálogos sobre as campanhas de impacto dos projetos selecionados.

Para participar não é necessário ter experiência prévia na área da distribuição ou produção de impacto. Poderão aplicar-se realizadores, produtores, distribuidores, ativistas, empreendedores sociais, mobilizadores culturais e pessoas que desejam usar o poder do audiovisual como ferramenta para mudar o mundo.

FACILITADORA:

Rossana Giesteira é comunicadora, distribuidora e produtora de Impacto, sócia da Vidasoma – Conexões a Serviços de Causas, produtora com foco em consultoria, gestão de comunicação e distribuição de impacto para projetos audiovisuais e culturais que buscam mudanças positivas reais na sociedade. Tem mais de 25 anos de experiência em planejamento estratégico de comunicação e desenvolvimento de projetos com impacto para grandes empresas nacionais e internacionais. Desde 2015 atua no audiovisual como produtora de impacto assinando o desenho de campanhas de impacto e lançamento para mais de 15 filmes, com destaque para o Menino 23, cujo o case da campanha de impacto faz parte da biblioteca de cases globais do impact guide da Docsociety e da Midiateca

 

Mais informações no site oficial do evento: www.docsp.com

Este evento foi finalizado!

Programação

das 10:00
às
das 10:00
às

Local

R. Oscar Freire, 2500 - Sumaré São Paulo, SP 05409-012

Telefone

11 3065-4333
27 de abril às 12:00
FESTIVAL DE FOTOGRAFIA DE SÃO PAULO - EXPOSIÇÕES
24 de maio às 19:45
SHOW “PRIMEIRO CÉU” POR YAMAN TRIO
26 de maio às 11:00
LANÇAMENTO DO LIVRO “INGRID, A FLHA DO COMANDANTE”
Shopping Basket

Design by VENONE Agência de design