Siga-nos nas redes sociais

Bate-Papo com Andrés Hernández e Jacopo Crivelli Visconti sobre a exposição “Constelações Sensoriais & Cartografias Visuais”

 

No dia 11 de novembro, às 11h, acontece um bate-papo entre dois profissionais do campo das artes, Andrés I. M. Hernández e Jacopo Crivelli Visconti, sobre a cena da arte contemporânea atual em diálogo com as obras da exposição Constelações Sensoriais & Cartografias Visuais.

Será um encontro instigante entre dois curadores com destaque em bienais internacionais, ambos imigrantes – um cubano, outro italiano, reunidos para trocar experiências e olhares sobre as diversas origens e linguagens exploradas pelo grupo, e que coincidentemente vêm de encontro ao tema da Bienal de Veneza de 2024 – “Estrangeiros em todo o lado”, que recebe pela primeira vez a curadoria geral de um brasileiro.

*A exposição Constelações Sensoriais & Cartografias Visuais está aberta à visitação até 19/11, com entrada gratuita.

 

Convidados:

Andrés I. M. Hernández é pesquisador, professor, curador e crítico de arte. Pós-doutor pelo IA da UNESP, Doutor em Artes Visuais, Mestre em Teoria, Crítica e Produção em Artes Visuais e graduado em Educação. Foi coordenador de exposições na Bienal de Havana (1994-1998), trabalhou no departamento de curadoria do MAM-SP (1999-2010), e coordenou projetos da Luciana Brito Galeria. Como professor, tem atuado em diferentes instituições educacionais e culturais no Brasil e no exterior ministrando cursos regulares, palestras, workshops e jornadas científicas. Como curador e pesquisador, organizou exposições, residências artísticas e laboratórios curatoriais nacionais e internacionais desde 1997, como Metáforas Construídas, de Regina Silveira (Colômbia, 2015) e Cobaias (Brasil, 2021). É autor da trilogia Obras Comentadas da Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo (2007); Doações à coleção do Museu Universitário de Arte (2016) e Avanti Campinas (2018).

 

Jacopo Crivelli Visconti (Nápoles, Itália, 1973, vive em São Paulo) é crítico e curador independente. Doutor em Arquitetura pela Universidade de São Paulo (USP). É autor de Novas derivas (WMF Martins Fontes, 2014) e Ediciones Metales Pesados (Chile, 2016), sobre artistas “andarilhos” e o significado do ato de andar na arte contemporânea. Foi um dos curadores da 34ª Bienal Internacional de São Paulo (2019-2021), e curador responsável pela representação brasileira na 52ª Bienal de Veneza (Itália, 2022) e na IX e X edições da Bienal de Cuenca (Equador, 2007 e 2009). Seus textos críticos e resenhas foram publicados em revistas especializadas de arte contemporânea, design e arquitetura, como Ars, Arteln, Flash Art, Interni e Casabella (Itália), Art Monthly (UK), Bien’Art (Brasil), ArteContexto, Atlântica, Bajo Rendimiento e Dardo (Espanha), Arte al día (Argentina), Art Nexus (Colômbia/EU), além de catálogos de exposições e monografias de artistas.

Este evento foi finalizado!

Programação

Local

R. Oscar Freire, 2500 - Sumaré São Paulo, SP 05409-012

Telefone

11 3065-4333
27 de abril às 12:00
FESTIVAL DE FOTOGRAFIA DE SÃO PAULO - EXPOSIÇÕES
24 de maio às 19:45
SHOW “PRIMEIRO CÉU” POR YAMAN TRIO
26 de maio às 11:00
LANÇAMENTO DO LIVRO “INGRID, A FLHA DO COMANDANTE”
Shopping Basket

Design by VENONE Agência de design