Carregando Eventos

« Todos Eventos

Início:
29 de novembro de 2018 | 19:30
Final:
15 de dezembro de 2018 | 21:30
Período:
de 29/11 a 1º/12; e 7, 8 e 15/12

Mostra: Brazilian Film Series – São Paulo chega à 9ª edição

29 de novembro de 2018 | 19:30 - 15 de dezembro de 2018 | 21:30

Evento Navegação

Vinda de Chicago (EUA), a tradicional Mostra: Brazilian Film Series – São Paulo chega à nona edição trazendo ótimos filmes e um amplo panorama do cinema nacional. O evento acontece  de 29/11 a 1º/12, de quinta-feira a sábado, e em 7, 8 e 15/12 , sexta e sábado, na Unibes Cultural. A entrada é gratuita.

De acordo com a organização, o encontro, que amplia a divulgação do cinema nacional, exibe filmes que buscam despertar a consciência social nos espectadores (a seguir, veja a programação). Classificação: verificar a cada filme.

Veja também a mostra especial de curtas e o texto do curador Bruno Assami.

MOSTRA IX: BRAZILIAN FILM SERIES | PROGRAMAÇÃO
29 de novembro, quinta-feira
19h30 | “Como Nossos Pais”
Direção: Laís Bodansky / Drama / 2017 / 1h42min / Classificação: 14 anos
Sinopse: Um dia a mãe de Rosa faz uma revelação surpreendente. A partir disso, a protagonista decide romper com suas obrigações diárias. Ao fazê-lo, descobre que a vida lhe reserva muitas surpresas.

Após a sessão, há bate-papo com a equipe do filme.


30 de novembro, sexta-feira

19h30 | “Chega de Fiu Fiu”
Direção: Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão / Documentário / 2018 / 73 min / Classificação: 14 anos
Sinopse: Por meio de imagens captadas por câmeras escondidas, acompanhe o cotidiano de três mulheres com vidas distintas e veja como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Para encontrar respostas e alternativas, especialistas discutem o assunto.

Após a sessão, há bate-papo com a equipe do filme.

 


1º de dezembro, sábado

19h30 | “Elis”
Direção: Hugo Prata / Drama / 2016 / 1h50min / Classificação: 14 anos
Sinopse: Cinebiografia da cantora Elis Regina (1945 – 1982). O longa narra a história da artista da infância no Rio Grande do Sul à sua morte em São Paulo.

Após a sessão, há bate-papo com a equipe do filme.

 

 


7 de dezembro, sexta-feira

14h às 17h | Sessão Curtas Ficção / 95 min

“O VESTIDO DE MYRIAM” – Lucas H. Rossi – 15 min – 2017    
Elenco: Camilla Amado, Tonico Pereira
Sinopse: numa casa pacata, um casal de idosos segue a vida em silêncio.

“O ESPÍRITO DO BOSQUE” – Carla Saavedra Brychcy – 15 min – 2017
Elenco: César Koprowski, Gabriela Rabelo, Giovanni Piccnini, Sofia Brandão
Sinopse: tentando provar sua coragem, a pequena Joana aceita o desafio
de entrar no bosque, supostamente vigiado por um antigo espírito.

“OS SAPATOS DE ARISTEU” – René Guerra –  17 min – 2008
Elenco: Berta Zemel, Dayane Callegarega, Denise Weinberg, Divina Núbia,
Evelyn Ligorki, Greta Star, Paulette Pink, Phedra D. Córdoba, Renato
Turnes
Sinopse: o corpo de uma travesti morta é preparado por outras travestis
para o velório. A família, após receber o corpo, decide enterrá-lo como
homem. Uma procissão de travestis então se encaminha para o velório
para dizer adeus. Os sapatos são calçados. A morte é apenas uma janela.

“MAIS UMA DONA MARIA” –  João V. Guimarães – 7 min – 2016
Elenco: Quitéria Joana de Melo
Sinopse: uma entrevista com um fim inesperado.

“ALMA BANDIDA” – Marco Antonio Pereira – 15 min – 2018
Sinopse: Cordisburgo, Minas Gerais. Nessa pequena cidade no interior,
onde várias pessoas se dedicam à procura de cristais em buracos
profundos, Fael é um cantor de funk que precisa lidar com as incertezas da
vida, em especial quando sua grande paixão se materializa nas ruas da
cidade.

“RIBEIRINHOS DO ASFALTO” – Jorane Castro – 26 min – 2011
Elenco: Adriano Barroso, Ana Leticia, Anne Dias, Dira Paes
Sinopse: Deisy mora na ilha do Combu, em frente a Belém, do outro lado
do rio. Ela sonha em morar na cidade, em meio às luzes que vê de sua casa
na entrada da mata. Com a ajuda da mãe, vai tentar realizar seu desejo.

“LUIZA” – Caio Baú – 15 min – 2018
O filme “Luiza” trata da delicada relação entre uma jovem deficiente e o universo que a cerca, tendo a sexualidade como fio condutor para abordar questões como preconceito, relações entre pais e filhos, super-proteção da família, autonomia, diferenças e amor.

 

 

18h | “Piripkura”
Direção: Mariana de Oliveira, Renata Terra e Bruno Jorge / Documentário / 2018 / 82 min / Classificação: 10 anos
Sinopse: Os últimos sobreviventes do povo indígena Piripkura habitam uma área protegida no Mato Grosso. Cercados por fazendas, eles vivem com um machado velho e uma pequena tocha acesa pela última vez em 1998. Para que a área continue protegida, a cada dois anos, uma expedição da Funai visita o local.

 

 

20h | “Aos Teus Olhos”
Direção: Carolina Jabor / Drama / 2018 / 1h30min / Classificação: 16 anos
Sinopse: Rubens (Daniel de Oliveira) é um professor de natação carismático e extrovertido. Ele dá aulas para pré-adolescentes em um clube. Rubens se vê em apuros quando um de seus alunos, Alex (Luís Felipe Melo), diz à mãe que o professor lhe deu um beijo na boca no vestiário. Alegando inocência, o professor é acusado pelos pais da criança e passa a ter que lidar com um verdadeiro linchamento virtual, que tem início através de mensagens no WhatsApp e explode de vez quando chega ao Facebook.

 


8 de dezembro, sábado

14h às 17h | Sessão Curtas Documentário / 109 min

“PARECE COMIGO” – Kelly Spinelli – 26 minutos – 2016
Sinopse: meninas negras não brincam com bonecas pretas", diz a letra do
rap de Preta Rara, uma das personagens de Parece Comigo. O
documentário explora o problema da falta de bonecas negras no mercado
brasileiro e mostra o trabalho das bonequeiras que tentam mudar esse
cenário, enfrentando a gigante indústria de brinquedos por meio de seu
artesanato consciente.

“CATADORA DE GENTE” – Mirela Kruel – 18 minutos – 2018
Sinopse: um retrato de Maria Tugira Cardoso, que há 30 anos dedica sua
vida à catação de lixo, em Uruguaiana, no interior do Rio Grande do Sul.
Com sua fala lúcida a respeito da vida e de suas complexidades, Tugira
narra sua história e propõe ao espectador uma reflexão profunda sobre as
desigualdades sociais do Brasil.

“TETÊ” – CLARA LAZARIM – 27 minutos – 2018
Sinopse: o universo da compositora e intérprete Tetê Espindola, numa
investigação de seu trabalho de pesquisa criativa, fortemente ligado à
natureza.

“MONA” – Lucca Messer – 6 minutos – 2018
Sinopse: o minidocumentário Mona, com direção de Lucca Messer, retrata
a luta da mulher negra com deficiência no Brasil. Mona foi a primeira
mulher negra cadeirante a atuar no palco do Teatro Municipal de São
Paulo.

ARMAT JAKAWINAKA – VIDAS AUSENTES – Ronaldo Dimer -18 minutos
– 2014
Sinopse: Rosa é uma imigrante que está grávida de um desconhecido.
Apesar de tudo, ela quer continuar vivendo em São Paulo. A história se
revela por meio da cumplicidade de Rosa e Alberto, seu colega de
trabalho.

 

 

18h | “O Menino e o Mundo”
Direção: Alê Abreu / Animação / 2013 / 80 min / Classificação: Livre
Sinopse: Um menino mora com os pais em uma pequena cidade do campo. Diante da falta de trabalho, seu pai parte para a cidade grande. Os dias que se seguem são tristes e de memórias confusas para o garoto. Até que ele faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que o seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.

 

 

20h | “Imagem da Tolerância”
Direção: Joana Mariani e Paula Trabulsi / Documentário / 2018 / 1h16min / Classificação: Livre
Sinopse: A dupla de cineastas faz uma reflexão a partir da ampla simbologia por trás da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Dispostas a questionar as variáveis dessa devoção, elas realizam entrevistas para ouvir histórias de fé, espiritualidade e, principalmente, tolerância.

 

 

15 de dezembro, sábado
19h | “Elis”
Direção: Hugo Prata / Drama / 2016 / 1h50min / Classificação: 14 anos
Sinopse: Cinebiografia da cantora Elis Regina (1945 – 1982). O longa narra a história da artista da infância no Rio Grande do Sul à sua morte em São Paulo.

Após a sessão, há bate-papo com a equipe do filme.

Confira a resenha do curador Bruno Assami

Nostalgia e progresso são as forças cinematográficas que podemos assistir
nesse conjunto de filmes documentais e ficcionais.

A complexidade de entender o mundo e as múltiplas leituras que nos
fazem ampliar e refletir nossas visões sobre a contemporaneidade
compõem o que o cinema consegue cooptar para aquele reduzido tempo
de duração na sala escura do cinema.

A seleção aqui representada conflui sobre uma brasilidade da
desigualdade, da injustiça social e do desamparo do indivíduo.

O Brasil da descoberta, da criatividade do fascinante “mundo novo” pouco
se manifesta nessa seleção.

Sinais dos tempos atuais?

Sinais do que o século recém passado deixou como legado no imaginário
cinematográfico dessa atual geração de cineastas?

Cinema e realidade ainda tendem muito a inspirar sobre uma civilidade
potente. Espero que o século XXI seja o tempo necessário para essa
jornada.

Bruno Assami
Diretor executivo da Unibes Cultural

 

UNIBES CULTURAL
Rua Oscar Freire, 2.500 (ao lado da estação Sumaré do Metrô, na Linha 2-Verde) | Sumaré | São Paulo | Telefone: (11) 3065-4333

ESTACIONAMENTOS PRÓXIMOS
Rua Oscar Freire, 2.617
Rua Amália de Noronha, 127
Rua Galeno de Almeida, 148