Maurinete Lima lança

“Sinhá Rosa” é o livro de estreia da recifense, radicada em São Paulo, Maurinete Lima.
Dividido em cinco capítulos: Recifes, Brasis, Tempos, Migrantes e Versos pra que versos, o livro evidencia diversas facetas desta poeta da literatura brasileira. E em pouco mais de cento e trinta páginas de sentimentos, afirmações e pensamentos, ela nos revela os muitos Brasis.

Frescor é a palavra apropriada para abarcar toda a contemporaneidade que os poemas de Maurinete Lima representam. Eliminando as palavras há tanto tempo ultrapassadas na mesma proporção em que alerta para o que ainda está em vigor: “Não, senhores, a senzala não acabou, ela só mudou de morada”. Em “Sinhá Rosa” a poeta subverte a herança: (...)“eras Sinhá sem nunca teres sido Sinhazinha”. Resgata pensamentos, sentimentos, afirma e convida a uma nova ordem: “Desalinho para alinhar”. Maurinete Lima nos convoca a reflexão de uma maneira doce e afiada, que só a poesia pode proporcionar.

O livro é editado e organizado por Élida Lima, apresentado por Marcia Tiburi, prefaciado por Flávia Rocha, posfaciado por Roberta Estrela D’Alva, traz biografia afetiva de Eugênio Lima e artes gráficas de Daniel Lima, da Invisíveis Produções.

Evento terá sarau de poesias.

Sobre a autora

Maurinete Lima nasceu em 1942 em Recife. Socióloga, poeta, ativista. Professora aposentada da UFRN. Mestra pela USP e técnica da Sudene. Fundadora da Frente 3 de Fevereiro. Em 2013 ela começou a frequentar saraus, escrever poemas que agora estão reunidos em Sinhá Rosa. Atualmente atua no movimento feminista interseccional. Premiada na FLUPP 2016: terceiro lugar no campeonato nacional de poesia falada e o prêmio Carolina Maria de Jesus, oferecido a mulheres negras que realizam relevantes trabalhos sociais.

SOBRE A EDITORA:
Invisíveis Produções é um centro de criação, ação e reflexão que trabalha na intersecção entre arte e política. A Invisíveis Produções opera de forma autônoma, transversal e horizontal. Autônoma na maneira de movimentar-se, criando diferentes diagramas e vínculos institucionais sustentando sua independência de pensamento. Transversal na maneira de coletar e reunir uma reserva crítica de vozes dissonantes. Horizontal na forma de produzir e compartilhar livremente o conhecimento em livros, filmes e projetos culturais.

Para conhecer as publicações da Invisíveis Produções, visite: http://issuu.com/invisiveisproducoes