Recital do Pianista Italiano Orazio Sciortino

O jovem pianista e compositor, que já tocou em teatros como o Alla Scala de Milão, Maggio Musicale de Florença, La Fenice de Veneza e Konzerthaus de Berlim.


Pianista e compositor nascido em Siracusa (Sicília - Itália), em 1984, seu CD Transcrições de Wagner & Verdi para Piano por Liszt & Tausig, um CD duplo pela Sony Classical, recebeu prêmios da crítica, dentre eles o Cinco Estrelas da revista Musica.

A atividade como pianista de concertos, tanto como solista como com orquestras, levou-o a atuar em salas como o Teatro alla Scala de Milão, Festival de Ravello, Ferrara Musica, Orquestra da Arena di Verona, MiTo SettembreMusica (2012, 2013, 2014), Orquestra Sinfônica Siciliana, Perugia Classica, Orquestra Sinfônica Giuseppe Verdi de Milão, Sagra Malatestiana de Rimini, Festival Pergolesi-Spontini de Jesi, Sociedade Scarlatti em Nápoles, Maggio Musicale Fiorentino, Festival de Bolonha, Orquestra Filarmônica do Teatro Regio de Turim, dentre outros.

Ele também se apresentou na Polônia, Alemanha (Konzerthaus de Berlim, Braunschweig, Festival Wolfsburg etc.), Áustria, Canadá (Festival de Orford e Festival de Música de Câmara de Ottawa por convite de Louis Lortie), Suíça (Semaines Musicales de Crans Montana, Montreux Jazz Festival), assim como Quênia, Malta, França (Salle Molière em Lyon, Rencontres artistiques de Bel Air etc.), Espanha, Sérvia, Escócia, Líbano, Jordânia, Lituânia, Arábia Saudita, Brasil (Sala Cecilia Meireles), Peru, Uruguai etc. Recebeu o Prêmio do Público no Festival de Bolonha de 2014.

Como compositor, suas Cadenzas for Mozart Piano Concertos foram publicados pela Universal-Ricordi em 2007. Algumas de suas obras foram tocadas na Itália e em importantes festivais como o Bonn Beethoven, Barge Music de Nova York, I Cameristi della Scala, Festival de Música Moderna de Pequim, Conservatório de Genebra, Cantiere Internazionale d'arte di Montepulciano, Teatro alla Scala, Ensemble Musagète, Orquestra Sinfônica Giuseppe Verdi de Milão, Sentieri Selvaggi Ensemble, Festival de Música de Câmara de Ankara, Festival de Wallonie, Klara Festival de Bruxelas, Orquestra Filarmônica de Turim, Orquestra Filarmônica Görlitz, Orquestra Sinfônica Nacional da RAI, Orquestra Haydn de Bolzano e Trento e Orquestra I Pomeriggi Musicali.

Sua ópera La Paura, sobre a Primeira Guerra Mundial, encomendada pelo Teatro de Novara (Itália) e apresentada na temporada 2015/2016, recebeu elogios dos críticos e do público.

Ele gravou para a RAI 3, a Rádio 3, a Rádio Classica, a Rpádio da Suíça Italiana e para gravadoras como Dynamic (Franz Liszt, Uma orquestra no piano), Bottega Discantica (Adolfo Fumagalli 1828-1856, piano works ) e Limen Music (Ciurlionis european artist). Colaborou com as editoras Mazzotta e Skira em projetos relacionados às relações entre música e artes visuais. Comissionado pela Fundação Spinola Banna para Arte, apresentou em junho de 2016 a ópera em uma cena MeetHer, com sua autoria para música e libreto.

Recentemente, em colaboração com o CERN e a Fundação Agalma, foi convidado a dar uma TED Talk para TEDxCERN 2016, sobre a experiência da escuta e a atividade cerebral.

Foi recentemente nomeado ‘Krug Embaixador’ e a maison de champagne, pela primeira vez em sua história, pediu a um compositor para compor uma peça exclusivamente dedicada a Krug.

Orazio’s Piano Piece Lives Through a Glass, dedicada a Krug Grande Cuvée, está incluída no próximo álbum Self Portrait, lançado pela Sony Classical.