Início A Unibes Cultural

A Unibes Cultural

Ao completar dois anos de atividade, a Unibes Cultural consolida seu papel de hub da cultura, do empreendedorismo criativo e das causas sociais na cidade de São Paulo, ao convergir, conectar e distribuir cultura e diferentes conhecimentos. Assim, a instituição assume a vocação não só de formadora de público, mas também de agente transformador do cenário cultural. A estratégia não é criar uma nova agenda para São Paulo, mas potencializar o que já é feito por meio de espaço, encontros, debates e reflexões para todos que querem ajudar a preparar a cidade para o futuro.

A Unibes Cultural iniciou as atividades em agosto de 2015, como resultado de estudos realizados nos anos anteriores pela Unibes a fim de definir uma nova proposta para a cidade de São Paulo: pensar a cultura como vetor de desenvolvimento social, assim como a educação, a saúde, a geração de renda e as outras atividades exercidas pela instituição há mais de cem anos.

O objetivo é ir além da promoção cultural e refletir sobre o papel do indivíduo na sociedade do século XXI, caracterizada pelas novas tecnologias e as consequentes mudanças de comportamento. Como exemplo, um dos destaques entre as atrações do biênio foi a exposição Diálogo no Escuro, em que os visitantes percorriam ambientes totalmente sem luz e eram guiados por deficientes visuais. Além de fazer o público explorar os demais sentidos do corpo, a mostra teve como mensagem-chave a empatia, o que a torna seminal em uma sociedade cada vez mais complexa.

A programação é planejada com base em objetivos definidos para cada público:

Crianças | Formação do hábito cultural

Atividades voltadas para crianças de 6 a 12 anos com o objetivo de despertar os pequenos para a diversidade de manifestações culturais. Em julho de 2016, foi realizado o Kids que Arrebentam, com atrações referentes a várias partes do mundo: oficina de língua russa, aula de dança judaica, contação de história espanhola, culinária italiana, oficina de caligrafia coreana, aulas de tradições tchecas, entre outras. Cada dia da semana foi dedicado para a apresentação de costumes e sabores de um país ou região. A programação ainda contou com sessões de teatro, cinema e atividades festivas.

Jovens | Novas possibilidades de realização

Esse público aspira por transformação e participação na sociedade. Por meio de atividades nas áreas de inovação e economia criativa, a programação visa ampliar as possibilidades de acesso à cultura. Nesse sentido, a Instituição assume papel de incubadora de startups na área de empreendedorismo cultural. O objetivo é cultivar as sementes dos futuros movimentos, coletivos e organizações da cidade. Entre os destaques da programação, a série Mentes Ativas ofereceu cursos de fotografia, cinema de animação e mixagem no tablet como forma de despertar o público para essas possibilidades profissionais.

Adultos | Multiplicidade de pensamento

O principal objetivo é manter o hábito cultural desse público. A estratégia pauta-se na diversidade de temas para atrair pessoas com os mais variados interesses. Ao longo do último ano, foram realizados cursos de geopolítica a história da arte, oficinas de moda a roteiro, debates sobre cultura digital, lançamento de filmes, workshops sobre empreendedorismo, entre outras atividades.

Seniores | Reinvenção na sociedade

O público com mais de 50 anos que frequenta a Unibes Cultural entende que não há um modelo constituído para um projeto de longevidade no século XXI. A programação oferecida tem como objetivo a construção de um novo paradigma, que mantém a terceira idade atuante e com capacidade de reinventar seu papel na sociedade por meio da cultura e de outros olhares. Em 2016, um dos destaques foi a segunda edição da Virada da Maturidade, com palestras, oficinas sobre o uso de aplicativos, rodas de conversa sobre o filme As Garotas do Calendário e debates sobre o envelhecimento na literatura. Também foi destaque o Movimento Lab60+, que reuniu organizações de todos os setores a fim de discutir e propor respostas positivas para a longevidade.

Apesar dos eixos por faixa etária, as atrações são planejadas para promover a integração entre pessoas de diferentes gerações. No leque de ofertas para toda a família, foi realizado semanalmente em 2016 o Pátio Cidade, com apresentações de música, feiras de arte urbana, exposições fotográficas, food trucks, entre outras atividades. Os expositores são empreendedores, designers, fotógrafos, editores de publicações independentes e expoentes da nova economia criativa paulistana.

DIRETOR EXECUTIVO
Bruno Assami

DIRETORIA DE MARKETING E RELACIONAMENTO
Debora Szkurnik Picciotto
Juliana Steinberg Kanas
Maria Albuquerque Zanforlin

MARKETING DE RELACIONAMENTO
Elyse Abrão
Ítalo Anderson L. P. Clarindo

CONSELHO ADMINISTRATIVO
Denise Zaclis Antão – Presidente
Anna Kaufman Schuartz 

Bruno Laskowsky
Célia Kochen Parnes
Fanny Michaan Terepins
Gabriel Zitune
Marcos Grodetzky

CONSELHO FISCAL
André Schivartche
Eduardo Luiz Wurzmann
Nelson de Figueiredo Moraes