Carregando Eventos

« Todos Eventos

Data:
16 de novembro
Hora:
20:00 - 22:30
Período:
16 de novembro
Preço:
Gratuito
Local:
Teatro

Célia Helena Centro de Artes e Educação celebra 40 anos

16 de novembro | 20:00 - 22:30

Gratuito

Evento Navegação

O Célia Helena Centro de Artes e Educação comemora 40 anos formando profissionais das artes, bem como cidadãs e cidadãos criativos, pensantes e sensíveis ao outro e ao mundo. Essa jornada, ao mesmo tempo artística, política, e pedagógica, vem sendo conduzida por mulheres extremamente engajadas na preservação do espaço da arte e do imaginário em nossa sociedade, assim como na valorização do desenvolvimento de cada indivíduo em diálogo com um coletivo forte e diverso.

Para a celebração dessa trajetória que integra de forma profunda a história das artes da cena brasileira, o Célia Helena recebe diferentes gerações de atrizes para um debate acerca do papel da mulher na cena brasileira ao longo dos últimos 40 anos e agora.

Palestrante mediadora – Lígia Cortez

Diretora Geral do Célia Helena Centro de Artes e Educação. Atriz e diretora teatral. Acumula vasta experiência como atriz no cinema, televisão e teatro. Integrou o Grupo de Teatro Macunaíma, sob a direção de Antunes Filho, nos espetáculos Macunaíma, Nelson Rodrigues, o eterno retorno (prêmio APCA), Romeu e Julieta. Principais trabalhos em teatro: Cacilda!, sob a direção de José Celso Martinez Corrêa (prêmio Mambembe), Rei Lear, direção de Ron Daniels, A entrevista, de Samir Yazbek, Maria Stuart, de Friedrich Schiller, A dama do mar, de Susan Sontag, e Garrincha – uma ópera de rua, com direção de Robert Wilson. Dirigiu vários espetáculos, entre eles, Um céu de estrelas, de Fernando Bonassi, Estrelas do Orinoco, de Emilio Carballido, Mulheres que bebem vodka, de Victor Hugo Rascon Banda. Na Tv Globo atuou em novelas como: Esperança, de Benedito Ruy Barbosa, Páginas da vida, de Manoel Carlos, Sete pecados, de Walcyr Carrasco, Sete vidas, de Lícia Manzo e do programa infantil Buuu. Em cinema, participou de longas-metragens com os diretores Tata Amaral, Helena Solberg, Sérgio Bianchi, Ugo Giorgetti, Vera Egito, entre outros.

Atrizes convidadas

Regina Braga

Formada em teatro pela Escola de Arte Dramática de São Paulo e pelo Centre d’Etudes Théatrales da Sorbonne, ela tem dedicado a maior parte de sua carreira ao teatro. Atuou em mais de 30 espetáculos, entre eles: “Chiquinha Gonzaga”, “Ó Abre Alas”, de Maria Adelaide Amaral, “Uma relação tão delicada”, de Lolleh Bellon, “Um Porto para Elizabeth Bishop”, de Marta Góis,”A margem da Vida”, de Tennesse Williams, pelos quais recebeu o prêmio de melhor atriz do ano. Seu último espetáculo foi em 2016: “Agora Eu Vou Ficar Bonita”, escrito por ela e Dráuzio Varella. Dirigiu o espetáculo“TOTATIANDO”, escrito por ela e Zélia Duncan. Participou de diversas novelas exibidas pela TV Globo, sendo a mais recente “A Lei do Amor”, de Maria Adelaide Amaral, em 2017.

Julia Ianina

Atriz formada no Teatro Escola Celia Helena em 2001. Graduada em Letras pela USP. Também cursou a Casa do Teatro e o Centro de Pesquisas Teatrais (CPT), de Antunes Filho. Em 2001, criou com mais cinco atrizes a Companhia Delas de Teatro que em quinze anos levou aos palcos dez espetáculos e ganhou três vezes o APCA, um dos principais prêmios do país. No teatro, Julia esteve em mais de 17 espetáculos, dentre eles “1Gaivota”, “No quarto ao Lado”, “Rabbit”, “Cinema’ e “Os amigos dos amigos”. Trabalhou ao longo dos anos com diretores como Felipe Hirsch, Eric Lenate, Carla Candiotto, Yara de Novaes, Silvana Garcia, Nelson Baskerville, Ruy Cortez entre outros. No cinema, atuou no premiado filme Carandiru, de Hector Babenco. Também viveu Lilian, protagonista de “Cara ou Coroa”, longametragem do cineasta paulista Ugo Giorgetti. Em 2017, a atriz integra o elenco de “Malasartes e o Duelo coma Morte”, de Paulo Morelli. Está no elenco de “30 anos Blues” que tem direção de Dida Andrade e Andradina Azevedo, em fase de finalização. Na TV, entre seus trabalhos recentes estão as séries “Magnífica 70″ de Cláudio Torres e Carolina Jabor; “PSI”, criação de Contardo Calligaris, ambas para a HBO; “Surtadas na Yoga” do Canal GNT; “Contos de Edgar” da FOX Brasil. Atualmente está no elenco de “Um Contra Todos”, série dirigida por Breno Silveira para Fox, que já está na terceira temporada.

Maria Laura Nogueira

Atriz e bailarina. Formada no Teatro Escola Célia Helena em 2000 e na PUC em Comunicação das Artes do Corpo em 2005. Cursou o CPTzinho de Antunes Filho. No teatro, participou de inúmeras peças com destaque para “Ricardo III” de William Shakespeare, direção Marcelo Lazzaratto, “Quarto 77” de Leonardo Alkmim, direção Roberto Lage, “Pornô Falcatrua”, de Irvine Welsh, direção Gustavo Machado, “A hora em que não sabíamos nada uns dos outros”, de Peter Handke, direção Marcelo Lazzaratto e “Romeu e Julieta” também de William Shakespeare e direção de Marcello Lazzarato, onde produziu, atuou e foi indicada como melhor atriz para o prêmio FEMSA de Teatro. Protagonizou o longa metragem “Amores Urbanos” de Vera Egito, lança mais um longa esse ano, “Todas as razões para esquecer” de Pedro Coutinho e no cinema também esteve no elenco de “TRINTA” de Paulinho Machline, além de inúmeros curtas metragens. Atuou na novela “Ciranda de Pedra”, na minissérie “JK” e no especial “Por toda minha vida” do Raul Seixas, os três na Rede GLOBO. Gravou “No estranho planeta dos seres áudio visuais” como apresentadora na TV Futura, um projeto de Cao Hambúrguer e “Descolados”, uma série para jovens feita pela MTV. Fez participação nas séries de TV “Beleza S.A” (GNT), “PSI” (HBO) e “O Negócio” (HBO).

Inscreva-se