Carregando Eventos

« Todos Eventos

Data:
27 de março
Hora:
09:30 - 18:00
Período:
27 de março
Preço:
Gratuito
Local:
Biblioteca

Como contar histórias de impacto social

27 de março | 09:30 - 18:00

Gratuito

Evento Navegação

Aprender a contar histórias vai ajudar você a aumentar a visibilidade da sua organização e o potencial de transformação da sociedade. Serão 8 horas recheadas de conceitos teóricos, cases e exercícios práticos pensados para Institutos, Fundações, ONGs e Negócios Sociais, e você sairá com um passo a passo para criar uma campanha de storytelling. Uma verdadeira imersão no universo das narrativas!

Público-alvo

Profissionais envolvidos com o setor social que precisam contar melhor as histórias da organização para aumentar alcance e impacto;

Empreendedores do setor social que precisam sensibilizar diferentes públicos, de investidores às comunidades onde atuam;

Estudantes que querem expandir seus conhecimentos e aprender mais sobre como as histórias podem inspirar transformações.

Instrutores

Marcelo Douek é formado em Comunicação Social pela FAAP, pós-graduado em Gestão Empresarial pela BSP, especialização em Branding pela Kellog e com cursos livres de roteiro para cinema. Depois de atuar como planejador em agências de comunicação, fundou a LUKSO Story & Strategy em 2009, onde vem desenvolvendo projetos de Storytelling para grandes clientes como Heineken, Natura, LATAM, Votorantim, Novartis entre outros. Encara a SocialDocs como uma oportunidade de devolver para a sociedade tudo o que aprendeu com o poder das histórias nos últimos 10 anos de carreira.

Henry Grazinoli é diretor e roteirista. Estudou cinema na PUC/RS e roteiro na EICTV – Cuba. Teve projetos premiados pela RioFilme, Prêmio Estimulo, TV Cultura e SP Cine. É diretor e roteirista do filme “Um Novo Capitalismo”, sobre negócios sociais. Autor de roteiros de documentários premiados em festivais brasileiros e exibidos em mostras, como “É Tudo Verdade” e “Mostra Internacional de Cinema de São Paulo”. Foi o coordenador do portal e oficinas “Tela Brasil” e do projeto “Dar voz aos Jovens”, supervisionando a realização de 50 filmes em periferias brasileiras. O trabalho com temáticas sociais e o desejo de se dedicar a causas importantes o impulsionaram na criação da SocialDocs.

Classificação etária: 20 anos

Inscreva-se