Carregando Eventos

« Todos Eventos

Início:
28 de junho | 08:00
Final:
8 de julho | 23:59

O funcionamento aos domingos é um hábito incrustado na cidade de São Paulo, avalia Bruno Assami

28 de junho | 08:00 - 8 de julho | 23:59

Evento Navegação

A partir de 1º de julho, a Unibes Cultural passa a funcionar de terça-feira a domingo, das 10h às 19h. Em entrevista exclusiva, o diretor executivo da instituição, Bruno Assami, explica a mudança e fala sobre o papel da Cultura na cidade de São Paulo.

*

UNIBES CULTURAL – Por que a Unibes Cultural passa a funcionar da terça-feira a domingo?
BRUNO ASSAMI – Esse horário está previsto desde o projeto de construção da Unibes Cultural. Como a instituição faz parte do circuito cultural da cidade de São Paulo, buscamos esse alinhamento.

Além disso, nestes dois anos e meio de existência, os nossos frequentadores sempre perguntam por que a casa não abre aos domingos. Ou seja, o funcionamento dominical é um hábito cultural muito incrustado na capital paulista.

UNIBES CULTURAL – A competição será acirrada. Aos domingos, muitos eventos e atividades acontecem em São Paulo. Qual será o diferencial da Unibes Cultural?
BRUNO ASSAMI – Eu não trato como uma competição. São Paulo ainda está em um processo inovador de formação do hábito cultural.

Se você pensar em uma perspectiva recente, a questão da ocupação do espaço público da cidade pela população é um conceito muito novo para nós, paulistanos. Um exemplo disso é a avenida Paulista aos domingos.

Por isso, o primeiro desafio é fortalecer o próprio sistema cultural da cidade. Não só disponibilizando mais espaços, mas sim, mais diversidade na programação.

Bruno Assami, diretor executivo da Unibes Cultural/Foto: Juan Esteves/Divulgação

Com isso, São Paulo terá o fortalecimento de seu hábito cultural e, consequentemente, desenvolverá a sua vocação e a sua identidade como cidade cultural. Essas novas propostas fortaleçarão as suas relações com a população. A partir disso, São Paulo perceberá que tem vocação para abundância, para a pluralidade, para a pungência, para a potência e para a robustez de um ambiente cultural.

Cultura não é evento. Cultura é comportamento. Então, na verdade, estamos falando de mudanças de paradigmas de uma sociedade. Logo, esse é o desafio da Unibes Cultural.

Lembro ainda que o nosso diferencial é abrigar novas discussões que permeiam a sociedade como, por exemplo, a economia criativa, os setores de causa e de propósito, a longevidade, as relações intergeracionais, entre outros.

Talvez, a fórmula do êxito da Unibes Cultural esteja aí. A nossa agenda é diferenciada, e os temas minoritários ganham, de forma permanente, dimensões majoritárias. Conseguimos mapear os mais amplos setores e os mais importantes protagonistas que estavam fora do circuito formal da Cultura.

UNIBES CULTURAL – Em poucas palavras, o que será a Unibes Cultural aos domingos?
BRUNO ASSAMI – Um ambiente cultural intergeracional que contribuirá com a diversidade cultural da cidade. (Por Debora de Lucas)


NOVO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA UNIBES CULTURAL
De terça-feira a domingo, das 10h às 19h


UNIBES CULTURAL
Rua Oscar Freire, 2.500 (ao lado da estação Sumaré do Metrô, na linha 2-verde) | Sumaré | São Paulo | Telefone: (11) 3065-4333

ESTACIONAMENTOS PRÓXIMOS
Rua Oscar Freire, 2.617
Rua Amália de Noronha, 127
Rua Galeno de Almeida, 148

Legenda e crédito da foto: Detalhe da fachada do prédio da Unibes Cultural/Felipe Cohen