Carregando Eventos

« Todos Eventos

Início:
27 de abril | 15:00
Final:
31 de maio | 23:59

“Ao contrário do Latim, o Hebraico não morreu”, lembra Cecilia Ben David

27 de abril | 15:00 - 31 de maio | 23:59

Evento Navegação

O curso de Hebraico Moderno, da Unibes Cultural, tem inscrições abertas. A previsão é que as aulas das novas turmas se iniciem em maio. Em entrevista exclusiva, a coordenadora do Núcleo de Educação Cecilia Ben David destaca a importância e o uso da língua na atualidade.

*

UNIBES CULTURAL – Nos dias de hoje, qual é a importância do Hebraico Moderno?
Cecilia Ben David – O Hebraico Moderno é uma língua interessante. É escrita e lida da direita para a esquerda. Então, quem fala o idioma exercita o lado esquerdo do cérebro. Um hemisfério que, geralmente, não é muito utilizado.

É um idioma que pertence a um povo que fala essa língua há mais ou menos quatro mil anos. Ao contrário do Latim, o Hebraico não morreu, ele se renovou a partir da criação do Estado de Israel.

LEIA TAMBÉM
O retorno dos judeus a Israel sinaliza uma conexão histórica e afetiva entre o passado e o presente desse povo, diz Gabriel Steinberg

UNIBES CULTURAL – Qual é a diferença entre o Hebraico Antigo e o Moderno?
Cecilia Ben David – Há quatro mil anos, o Hebraico Bíblico tinha cerca de 8 mil vocábulos. Hoje, o idioma conta com mais de 130 mil palavras modernas. Vocábulos como, por exemplo, elevador e computador – que, na atualidade, fazem parte da língua – não existiam na época bíblica.

UNIBES CULTURAL – Para quem o curso é indicado?
Cecilia Ben David – Nosso curso é indicado para adultos. No entanto, hoje, temos alunos de 12 a 80 anos. Independente da idade, todos podem aprender o idioma.

UNIBES CULTURAL – Em algum momento, as línguas Portuguesa e Hebraica se assemelham?
Cecilia Ben David – Não. Nem fonética, nem a gramaticalmente. Os idiomas são bem diferentes. No Hebraico, há masculino e feminino para tudo.

UNIBES CULTURAL – Aprender Hebraico Moderno pode ajudar na vida profissional?
Cecilia Ben David – Hoje, há muitas chances para trabalhar e comprar tecnologia em Israel. É muito importante que o interessado saiba pelo menos o básico do idioma. Com isso, receberá um tratamento melhor, ficará sabendo de oportunidades e, de forma geral, terá uma comunicação mais efetiva com os israelenses.

Além disso, muitas pessoas procuram o curso para estudar a Bíblia no original, isto é, sem interpretações e traduções erradas. Outras buscam para acessar a Kabbalah, a mística judaica, de forma mais fácil. (Por Debora de Lucas/Unibes Cultural)

 

*

Hebraico Moderno na Unibes Cultural – Uma aula por semana. No período matutino, o aluno pode estudar o idioma às segundas, terças, quartas, quintas ou sextas-feiras, das 9h30 às 11h10. À noite, às segundas, terças, quartas ou quintas-feiras, das 19h às 20h40. A mensalidade sai por R$ 230. Mais informações pelos telefones (11) 3065-4337 / 4347 ou pelo e-mail educacao@unibescultural.org.br.